Efeito e causa: chove menos, logo há aquecimento global

René Descartes que me desculpe, mas parece que estamos dizendo “existo, logo penso”.  Chove menos, isso é mudança climática; parece que as temperaturas são mais altas, logo há aquecimento global.

  • Quatro de cada dez europeus já perceberam as mudanças associadas ao aquecimento. 82% dos entrevistados consideram que nos últimos 20 anos houve aumento da temperatura, 75% crêem que o clima é mais variável e 66% constatam que as chuvas diminuíram.
  • Para uma ampla maioria, 82%, o aquecimento global é hoje um problema importante para as suas famílias, cifra que chega a 93% quando se referem às futuras gerações.
  • Entretanto, sete de cada dez europeus crêem que é um problema reversível e 82% consideram que devem ser tomadas medidas imediatas.
  • Outros sete de cada dez entrevistados estão dispostos a introduzir mudanças em suas vidas e 50% estariam dispostos a pagar algo mais pela energia dos combustíveis, se provêm de fontes renováveis.

As respostas à pesquisa que pergunta por percepções subjetivas dos entrevistados significam que os cidadãos têm consciência de uma suposta mudança climática ou aquecimento global discutível, sobretudo nas causas e nas conseqüências. Ocorre como a falsa crença da população de que as energias renováveis são mais baratas. Primeiro os meios desinformam (dados fictícios ou discutíveis) sobre as mudanças climáticas e logo fazem uma pesquisa na qual a população responde a desinformação que lhes foi transmitida, sem nenhum rigor.

Para não escrever uma crítica sem aportar nada mais, convido-os a ler o artigo logo abaixo, do blog CO₂. A questão é que a temperatura média global da superfície da terra aumentou menos de 0,5 °C nos últimos 60 anos. Há alguns meses, a revista National Geographic trazia um pôster destacável enorme com esses dados (não recordo agora o intervalo de tempo) e indicava uma subida média de 0,7 °C. E a pesar de tudo continuam insistindo no aquecimento global, por quê?

O mal é que os grandes meios de comunicação dizem o que lhes convêm, e os pequenos fazem eco sem mais, e às vezes de maneira triunfalista, como coisas que se diz em campanhas eleitorais, sem nenhuma base tecnológica nem prática que as sustente.

O post acima é uma tradução livre do blog Biocarburante.com, de Ignácio de Miguel. Para ver o original, clique aqui

0 Responses to “Efeito e causa: chove menos, logo há aquecimento global”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 419,417 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: