A indústria de energia fotovoltaica contribui para o efeito estufa

Painéis solares

Há alguns meses, falava-se do NF₃ (tri-fluoreto de nitrogênio), um gás que se produz durante o processo de fabricação de telas planas. O titular do artigo exagerou um pouco, mas não faltou com a verdade.

Um recente estudo publicado na Scientific American indica que a indústria da energia solar fotovoltaica em particular e a indústria eletrônica em geral está emitindo grandes quantidades de NF₃ no processo de fabricação das placas solares de silício e que isto pode vir a ser um problema ambiental grave, já que o efeito estufa das emissões de NF₃ é cerca de 17.000 vezes maior que as de CO₂.

No momento, estima-se que somente 2% do gás utilizado na indústria é emitido para atmosfera e que a sua contribuição para o aquecimento global é de 0,04%.

Algumas empresas como Toshiba, Samsung e LG começaram a substituir o NF₃ em seus processos de fabricação. O NF₃ pode converter-se em um novo CFC.

Ref.: SciAm

O post acima é uma tradução livre do blog Biocarburante.com, de Ignácio de Miguel. Para ver o original, clique aqui

.

0 Responses to “A indústria de energia fotovoltaica contribui para o efeito estufa”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 419,417 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: