Uma nevasca pior que Irene

Os furacões costumam ganhar nomes e alguns acabam ficando famosos. Sem provas e sem razão, são relacionados com o aquecimento global. Este verão (no hemisfério norte) foi o ano de Irene. O prefeito de Nova York fechou a cidade com alertas vermelhos e estrondos de sirenes. As ondas iriam inundar Manhattan. Mas Irene passou e não aconteceu quase nada. Bem, sim, cem árvores caíram no Central Park por causa da ventania.

Agora, no domingo passado, por uma nevasca anônima, que não merece nem nome, caíram mil árvores. Foi a nevasca que chegou mais cedo desde que se tem dados meteorológicos em Nova York. As árvores caducifólias ainda tinham muitas folhas em seus ramos neste domingo, e o peso da neve acumulada nas folhas e ramos as derrubou. Por culpa do aquecimento global…

Ref.: In Central Park, storm may claim 1,000 trees – NYTimes.com

O post acima é uma tradução livre do blog CO₂, de Antón Uriarte. Para ver o original, clique aqui

.

Anúncios

0 Responses to “Uma nevasca pior que Irene”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 456,425 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: