Allan Savory

Palestra do biólogo, ecologista e ambientalista Allan Savory na TED em fevereiro de 2013 sobre seu método de gerenciamento holístico para manejo e recuperação de pastagens degradadas. Segundo ele, nossa tábua de salvação…

.

5 Responses to “Allan Savory”


  1. 1 Mario 03 fevereiro 2016 às 9:11 am

    Não concordo com alguns conceitos do palestrante, principalmente quando ele fala sobre mudanças climáticas como se fosse um assunto resolvido e que os combustíveis fósseis e a atividade dos humanos seriam causadores das mudanças, mas é interessante a abordagem da quebra de paradigma…

  2. 2 Luiz 03 fevereiro 2016 às 10:27 pm

    Também achei exagerado o mapa onde estão assinaladas as regiões desertificadas, mostrando ampla área do Brasil onde isso não ocorre. Áreas como as do Saara, por exemplo, sempre foram desérticas desde tempos bíblicos.

  3. 3 Juliana 05 fevereiro 2016 às 2:51 pm

    Luiz, você só está esquecendo que para estudar o paleoclima, a escala de tempo é bem maior que o “tempo bíblico”. Algo “recente” pode ser considerado para nós 10 mil anos atrás (Holoceno), 22 mil anos atrás (Pleistoceno) e por aí vai. Inclusive, se você buscar pelos termos “Green Sahara” ou “African Humid Period”, você verá que no período de transição do Holoceno Inicial para o Médio (~9k – 5,5k) o Sahara estava verdinho, o que se chama de grassland. Então essa área por exemplo nem sempre foi desértica… De fato achei exagerado o mapa que ele assinala as regiões suscetíveis a desertificação, uma vez que ele indica o cerrado como passível desse processo. Entretanto, isso vai de acordo com o que para ele é desertificação. Geralmente o termo é designado para “degradação de terras em áreas áridas e semiáridas”, nesse caso ele deveria assinalar somente a caatinga no Nordeste, porém como ele ampliou esse termo (ele explica isso bem no começo) faz sentido ele também ter ampliado as áreas suscetíveis a esse processo, parecendo então “exageradas”.

    • 4 Mario 05 fevereiro 2016 às 3:10 pm

      Juliana, lembrando também que o Holoceno foi um período que se considera com um “ótimo climático”, com temperaturas superiores às atuais. Mais calor, mais evaporação nos oceanos (tinha e tem muito mais água que terra na superfície da Terra), mais chuvas nos continentes, mais vida…

  4. 5 Guilherme 07 março 2016 às 10:25 pm

    Toda pessoa que lida com a terra sabe o que ela precisa: água, nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, etc., e conforme a cultura, os micronutrientes. Se você levar um rebanho para um lugar e der um concentrado para ele, o lugar onde ele estercar vai melhorar. Agora, se você colocar o rebanho num capim amargoso, como o palestrante mostrou, o gado vai adoecer. Ele tinha que vir aqui ver o que o gaúcho fez com o cerrado que não produzia nada. Num lugar que chove pouco, ou pouquíssimo, você tem que conseguir água, depois você implanta a cultura conforme a temperatura. O custo de uma agropecuária num lugar desses não vai dar.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 419,417 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: