O CO₂ não é um poluente!

Nos últimos dias, notícias alarmantes sobre uma onda de poluição atmosférica que assola a China me fizeram lembrar do Grande Nevoeiro de 1952 em Londres. Eu não estava em Londres à época. Na verdade, eu nem tinha nascido…

Certamente alguém vai escrever que “nunca antes na história” vimos tal coisa, ao referir-se ao fenômeno recente. Aos que gostam de séries, recomendo especialmente o quarto episódio de “The Crown” no Netflix.

O que uma coisa tem a ver com outra? Bem, falando sobre a poluição atmosférica, tudo! Londres em 1952 literalmente “mandava brasa” nas centrais termelétricas a carvão, o mesmo que a China vinha fazendo, faz e ainda deve fazer por um bom tempo.

Afinal, o carvão segue sendo o combustível mais abundante e barato disponível.

O problema não é o uso de um combustível fóssil como o carvão, mas a negligência de não se instalar os filtros capazes para reter o material particulado produzido nas caldeiras das termelétricas. A tecnologia para isso está disponível, e a custos bastante razoáveis. Os alemães que o digam, pois são os que mais queimam carvão na Europa para gerar eletricidade.

O que se vê na China – que faz com que os chineses praticamente não vejam nada – é o material particulado em suspensão, lançado à atmosfera pelas chaminés das termelétricas, algo que muito provavelmente não se verá na Alemanha.

O CO₂ (dióxido de carbono), principal produto da combustão do carvão e dos combustíveis em geral, é um gás incolor, inodoro, insípido e inofensivo, não é um poluente! O Sol, a água e o CO₂ são essenciais para a fotossíntese e para a vida – tal e como a conhecemos – no planeta Terra. O CO₂ é o gás da vida na Terra.

Não se deixe enganar! Poluentes são o SO₂ (dióxido de enxofre), os óxidos de nitrogênio, o monóxido de carbono, a fuligem e principalmente o material particulado em suspensão, subprodutos de uma combustão não otimizada. Se somarmos a isso a falta de filtros, o que sai pela chaminé da caldeira de uma termelétrica e se vê, sente-se o cheiro e o gosto pode ser bastante prejudicial à saúde e ao meio ambiente, como se viu em Londres em 1952 e se vê agora, na China…

.

Anúncios

3 Responses to “O CO₂ não é um poluente!”


  1. 2 Gn'R357 11/05/2017 às 05:05

    Dizer que o CO2 é um poluente, é como dizer que o H2O também é! O H2O é o tal do “monóxido de dihidrogênio”, perigosíssimo composto também conhecido como “água”. O CO2 não é um poluente, muito pelo contrário, é essencial a vida no planeta tal como a conhecemos. Aqui está um estudo que dificilmente sera publicado na mídia de massa: http://journal-neo.org/2016/05/13/the-very-good-effect-of-more-co2/. O pequeno aumento da concentração do CO2 na atmosfera estes últimos 30-40 anos ocasionou significante crescimento da vegetação no planeta, estima-se que a terra é hoje por volta de 10% mais verde que em 1980, isto devido a “fertilização” natural causada pelo CO2.

  2. 3 Gn'R357 12/05/2017 às 09:18

    Este mito que o CO2 é um poluente convém bastante à causa aquecimentista, e tudo é colocado no lugar para que no final todos incorporem este mito nas mentes, observe só o tumulto midiático que existe sobre isto, sem falar que a cada vez que se fala no CO2, acrescentam fotos de chaminés enormes com muita fumaça saindo destas a fim de facilitar a associação do CO2 com a poluição, e de fixar este amálgama falacioso na mente das pessoas. Deve-se manter na mente que a vida na Terra, tal e como nós a conhecemos, é baseada no carbono, e o CO2 é a molécula essencial aos vegetais na produção de açúcares durante a fotossíntese. Esta produção de açúcares, principalmente a glicose, permite aos vegetais de produzirem outras matérias orgânicas por processos de transformação biológica, e de serem a primeira fonte de nutrimentos para todas as outras formas de vida, sobretudo os animais que ainda também aproveitam do oxigênio (O2) liberado pelos vegetais, e que não é outra coisa que um subproduto da mesma fotossíntese. A equação da fotossíntese é basicamente esta: 6 CO2 + 6 H2O → C6H12O6 + 6 O2, onde 6 moléculas de CO2 e 6 moléculas de água, pela ação da clorofila e a energia luminosa, se combinam para produzir uma molécula de glicose e liberar 6 moléculas de oxigênio. Se o CO2 viesse a desaparecer da atmosfera, todos os vegetais desapareceriam, e os animais em seguida, incluindo o homem. Tudo que serve de alimento para os animais neste planeta, quer seja açúcares, gorduras ou proteínas, já foi CO2 na atmosfera, e por várias vezes no ciclo do carbono. Ainda não estão convencidos que o CO2 não é um poluente? Aqui está um vídeo em timelapse de uma planta crescendo a uma concentração de 450ppm de CO2 e outra planta a 1270ppm de CO2: https://www.youtube.com/watch?v=P2qVNK6zFgE


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 459,103 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: