Um risco no mapa do mundo?

A superfície de gelo sobre o mar em torno da Antártida costuma variar de mais de 15 milhões de quilômetros quadrados no pico do inverno a menos de 2 milhões de quilômetros quadrados na baixa do verão austral, ano após ano, de acordo com dados de satélites, desde 1979. A variação anual, portanto, é de mais 13 milhões de quilômetros quadrados, pouco mais de 1,5 vez a superfície de todo o território brasileiro, que é de 8,5 milhões de quilômetros quadrados. Os 5.800 quilômetros quadrados desse “iceberguezinho” que se soltou na semana passada equivalem a ínfimo 0,045% da variação anual, um “risquinho” praticamente imperceptível, venhamos e convenhamos. Catastrofismo barato, da pior espécie.

Convém lembrar que o gelo flutuante, quando se derrete, não acrescenta mais água ao volume original. Façam a experiência: em um copo com bastante gelo, coloquem água até ele quase transbordar (todo o gelo deve flutuar). Quando o gelo derreter, observem que a água no copo não transborda.

Texto original enviado ao diretor de redação da revista Veja sobre a matéria “Um risco no mapa do mundo” publicada na edição 2539. [Publicado parcialmente na edição 2540].

.

Anúncios

4 Responses to “Um risco no mapa do mundo?”


  1. 1 Luiz Alberto Lomando 17/07/2017 às 23:27

    Eu já desisti de mandar matéria para a Veja. A revista assumiu uma posição radical pró consenso aquecientista que já estou a ponto de cancelar minha assinatura.

  2. 4 Jonas 19/07/2017 às 16:39

    Parabéns pelo Blog! Por favor continue com esse belo trabalho!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 459,103 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: