As nove mentiras de Al Gore

Al Gore aparece como o principal profeta do apocalipse no debate sobre o aquecimento global, e o documentário Uma Verdade Inconveniente é o evangelho dos que crêem nele. Mas Al Gore os enganou.

Há dois anos, o Juiz Michael Burton, da Alta Corte de Justiça Britânica, caracterizou o filme de Al Gore como “alarmista e exagerado no apoio à sua tese política”. O tribunal, respondendo a uma ação movida por um pai, disse que o filme é “unilateral” e não poderia ser exibido nas escolas britânicas, a menos que contivesse orientações para equilibrar a tentativa de Gore em promover a sua “doutrinação política”.

O Juiz baseou a sua decisão em nove inverdades que aparecem no filme. Mas o público em geral parece que desconhece essa história. Segue um resumo dos atos falhos de Gore, as justificativas e algumas considerações:

1. A alegação: o derretimento das geleiras na Groenlândia ou na Antártida fará com que o nível do mar suba cerca de 7 metros em um futuro próximo. A verdade: O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) concluiu que o nível do mar pode subir até 7 metros, mas ao longo de milênios – e insiste nessa previsão. O IPCC prevê um aumento de 7 a 23 centímetros até 2100. A alegação de Gore é “uma distorção muito perturbadora da ciência” segundo John Day, que discute o caso britânico no documentário Not Evil Just Wrong. O Juiz disse que a alegação de Gore “não está em linha com o consenso científico”.

2. A alegação: os ursos polares estão se afogando porque eles estão tendo que nadar mais para encontrar gelo. A verdade: o Juiz Burton observou que o único estudo que cita o afogamento de ursos polares (entre quatro deles) atribuiu a culpa pelas mortes a uma tempestade, e não a um eventual derretimento devido ao aquecimento global causado pela atividade humana. O Comitê de Meio Ambiente e Obras Públicas do Senado norte americano, além disso, considerou que a população atual de ursos é de 20.000 a 25.000, bem acima dos 5.000 a 10.000 que havia nas décadas de 1950 e 1960. Day diz em Not Evil Just Wrong que a estória dos ursos polares é “uma peça muito inteligente de manipulação”.

3. A alegação: o aquecimento global causou o furacão Katrina em 2005. A verdade: “É senso comum que não há provas suficientes para demonstrar isso”, escreveu Burton em sua sentença. Um artigo na revista New Scientist em maio de 2007 refutou o argumento do Katrina como sendo um “mito do clima”, já que é impossível estabelecer um vínculo entre um único evento climático e o aquecimento global.

4. A alegação: os aumentos de temperatura são o resultado de aumentos de dióxido de carbono. A verdade: Burton questionou os dois gráficos utilizados por Gore em Uma Verdade Inconveniente. Gore afirmou que há “um encaixe perfeito” entre a temperatura e o CO₂, disse Burton, mas os seus gráficos não suportam esta conclusão. Os dados recentes também não apóiam essa tese: a temperatura média global tem diminuído há cerca de uma década, mesmo quando os níveis de CO₂ continuam aumentando.

5. A alegação: A neve no Monte Kilimanjaro está derretendo por causa do aquecimento global. A verdade: O derretimento está em curso há mais de um século – muito antes dos jipões SUVs e dos aviões Jumbo – e parece ser o resultado de outras causas. O Juiz Burton observou que os cientistas concordam que a fusão não pode ser atribuída principalmente a “mudanças induzidas pela atividade humana no clima”.

6. A alegação: Lago Chade está desaparecendo por causa do aquecimento global. A verdade: Lago Chade está sim perdendo água, e os humanos estão sim contribuindo para essas perdas. Mas os humanos que vivem nas imediações do lago é que são os culpados – e não toda a humanidade que utiliza combustíveis fósseis. Burton cita fatores como o crescimento da população local, a super exploração e a variabilidade climática regional.

7. A alegação: As pessoas estão sendo forçadas a evacuar atóis do Pacífico, ilhas de coral que circundam as lagoas, por causa da invasão das águas do oceano. A verdade: Por sua própria natureza, os atóis são mais suscetíveis à subida do nível do mar. Mas Burton disse incisivamente em sua sentença que “não há evidência de qualquer evacuação como essa, posto que ainda não aconteceu nenhuma”.

8. A alegação: os recifes de coral estão sofrendo um clareamento e colocando os peixes em perigo. A verdade: Em sua decisão, Burton enfatizou a conclusão do IPCC de que o clareamento poderia matar recifes de coral – se estes não se adaptarem. Um relatório divulgado este ano mostra que os recifes estão prosperando em águas tão quente como algumas pessoas dizem que as águas do oceano serão daqui a 100 anos. Burton também afirmou que é difícil separar o estresse dos recifes de coral do excesso de pesca ou de quaisquer mudanças no clima.

9. A alegação: o aquecimento global poderia interromper “as correntes transportadoras de calor nos oceanos”, provocando uma nova idade do gelo na Europa Ocidental. A verdade: Mais uma vez, os aliados de Gore no IPCC estão em desacordo com este argumento. Burton cita a conclusão do IPCC, de que “é muito improvável que as correntes transportadoras nos oceanos parem de funcionar no futuro”. O fato é que a compreensão científica sobre como funcionam as correntes permanece instável, evidenciando a falha na afirmação de Gore.

O post acima é uma tradução livre do blog Not Evil Just Wrong. Para ver o original, clique aqui

.

44 Responses to “As nove mentiras de Al Gore”


  1. 1 Gabriel Mota 07 novembro 2009 às 4:09 pm

    Como se não bastasse o Algorismo (mistura de Al Gore com Alarmismo) me deparo agora com o Catastronismo (mistura de catástrofe com feminismo). Em um artigo do blog Our World, há uma tentativa infame de convencer as mulheres de que o aquecimento global é uma causa feminista e que o controle populacional é necessário para não “aquecer o clima”. Acho que o artigo quer convencer a parcela das mulheres que consegue se auto-fecundar e não dependem de homens para isso.

    http://ourworld.unu.edu/en/climate-change-is-a-feminist-issue/

  2. 2 Ecotretas 11 novembro 2009 às 7:24 pm

    Parabéns por este artigo. Não conhecia o blog, mas vou recomendar!
    Ecotretas

  3. 3 Kirk 02 dezembro 2009 às 3:46 am

    Excelente blog!!!

    Parabéns!!!

  4. 4 ? 15 dezembro 2009 às 11:29 am

    “Os dados recentes também não apóiam essa tese: a temperatura média global tem diminuído há cerca de uma década, mesmo quando os níveis de CO2 continuam aumentando”.
    A temperatura média anual tem (?), mas todos os anos da última decada foram mais quentes que a média anual dos últimos 100 anos.

    • 5 Mario 15 dezembro 2009 às 11:43 am

      Os últimos 100 anos são pouco representativos, experimente considerar os últimos 2.000…

      • 6 ? 16 dezembro 2009 às 8:18 am

        Sim e considero! Só que hoje em dia temos de responder a essas variações e não podemos fazer como se fez nos últimos 2000 anos, rezar aos santinhos para que tudo melhore.
        O problema das alterações climaticas não é aumentar um ou dois graus, o problema é que esse aumento vai causar anomalias climaticas em diversas regioes do globo, provocando assim nalguns sitios seca e fome. Quantas vezes houve seca e fome, no ultimos 2000 anos, não sabes, nem eu, mas certamente no mundo hoje com mais de 6 000 000 000 de pessoas o impacto desses e de outros fenomenos vai ser maior, é isso que está em causa!
        Sinceramente a subida de 1 ou 2 graus terá pouco impacto nos pais desenvolvidos, talvez se gaste alguns milhões a reduzir as consequências, mas a vida continuará, nas populações pobres dos pais subdsenvolvidos é que será o pior!

      • 7 Mario 16 dezembro 2009 às 8:49 am

        Bem, amigo, você considera que a atividade humana é capaz de interferir no clima do planeta, mas eu, sinceramente, tenho minhas dúvidas…

    • 8 Rafael 04 outubro 2011 às 8:53 pm

      Mas cara, o planeta passou por aquecimentos muito maiores que estes antes da industrialização, antes do petróleo, e sempre houve secas em alguns lugares e tempestades em outros… pare para pensar, o Al Gore é um politico, o que os politicos fazem?

      • 9 jefferson 05 novembro 2012 às 12:06 am

        Mentira ou verdade, eu apoio o ponto de vista dele! Pois se começarmos a dizer por ai que as atividades humanas não são responsaveis pelo aquecimento, é como se estivéssemos dando carta branca para produzir, queimar, destruir. Minha culpa, não mesmo.

  5. 10 Marcos Tavares 19 dezembro 2009 às 8:00 pm

    Parabéns, Mario. É o melhor site de contra-ponto às baboseiras sobre aquecimento global. Realmente, a unanimidade é burra!!!

  6. 11 Juliano J. Silva 21 dezembro 2009 às 11:22 am

    Esse Burton é muito do palhaço…
    Se ele diz que os argumentos de Gore são falsos, os seus são todos “possibilidades”. Eu que não sou um grande influente na mídia poderia responder muito mais do que ele coloca dentre as “mentiras” do aquecimento global.
    1- O derretimento das geleiras pode aumentar sim seus centímetros, mas, as consequências desse derretimento acabam por desencadear uma série de eventos que podem culminar em expectativas bem mais pessimista do que simples 7 centímetros.
    2 – Tudo bem que os ursos ainda não estejam morrendo afogados, mas, precisamos presenciar a morte de animais por causas tão extremas para que possamos tomar uma providência? É preciso ver a desgraça acontecendo para constatar o óbvio?
    3- Se o Katrina não foi resultante do aquecimento, temos outras dezenas de eventos do tipo que já acontecem como consequência do aquecimento. Se esse ganhou tanta proporção, aí a estória já é outra. Agradeçamos isso à mídia.
    4 – Querer que eu acredite que a temperatura diminui com o aumento de CO2 é piada né? Ainda não vi estudo que comprove esta teoria.
    5- O cara chegar pra mim e falar que o homem não está tendo relação direta com as alterações climáticas está ou querendo me fazer rir ou querendo me fazer ter raiva, porque não há como a população do planeta crescer tão abruptamente, os recursos serem sugados com tanta velocidade, matas e rios serem reduzidos a fragmentos e esgotos sem que o planeta não sofra nada, continue feliz e como se nada estivesse acontecendo. Pelo amor de Deus Sr. Burton!
    6- Ação do homem = Aquecimento global / Ação do homem = Desaparecimento do lago Chade. Conclusão = mesma coisa!!! Ambos são fruto da ação do homem! O que precisa ser mudado é o comportamento do homem, ou seja a ação e não as consequências.
    7- Mais uma vez, precisa ver acontecer para tomar alguma providência?
    8- Idiota, o fato de alguns corais estarem sobrevivendo deve-se a um fator chamado seleção natural, alguns resistirão, mas detalhe, alguns e não todas as espécies de cnidários…
    Sr. Burton, se quiser posso lhe dar umas aulas de Biologia, garanto que irá entender a diferença. Bem, continuando…
    9- Sr. Burton, para refutar esta teoria, considere apenas dados cientificamente comprovados, pois, se você chegar e divulgar um trabalho científico bem bonitinho esclarecendo que o aquecimento global não interfere nas correntes marinhas, eu passo a acreditar no Sr., mas, enquanto isso, estou com o Gore!

    • 12 Manoel 23 abril 2011 às 11:59 pm

      “4 – Querer que eu acredite que a temperatura diminui com o aumento de CO2 é piada né? Ainda não vi estudo que comprove esta teoria”. Não é teoria nem estudo, é um fato. A temperatura média global não aumentou desde 1998…

    • 15 Luiz Carlos Ferreira de Almeida 16 outubro 2012 às 2:26 pm

      Juliano, gostei muito da sua postura, e não preciso saber muito sobre clima para entender o que meus olhos estão presenciando a cada dia. Vejo os contraditores de Gore como os profetas do caos, ou talvez os compararia àqueles cientistas e filósofos anteriores ao dilúvio. Que tentaram convencer a Noé de que não havia possibilidade de um dilúvio universal até que este veio e os levou a todos. Meu Deus, a história se repete outra vez! Como relata a profecia.

      • 16 Mario 16 outubro 2012 às 3:25 pm

        Caro Luiz Carlos, quanto egocentrismo! Quantos anos você tem? Se você tem mais de 90 anos, OK, pois “presenciou” como fez calor na década de 1930, como fez frio em meados dos anos 1970, etc., enfim, “vivenciou” a recente variabilidade natural do tempo e as mudanças climáticas de causas naturais…

      • 17 Renato 03 dezembro 2012 às 2:58 am

        Só rindo mesmo desses religiosos! Todos a bordo da arca de Al Gore!

  7. 18 Joaquim 22 dezembro 2009 às 8:22 pm

    Não resta dúvida de que temos uma parcela enorme, para não dizer única, de culpa no fenomeno chamado aquecimento global. O mundo viveria muito bem sem os seres humanos. Até hoje, nunca vi um cachorro fumar, jogar uma lata de cerveja no rio ou mesmo se utilizar da industrialização. Somos culpados por desvirtuar o rumo de todos os ciclos naturais possíveis, dada a nossa capacidade de adaptação. Mas tenham certeza que um dia, e esse dia me parece que não está tão longe, não havera saída. Cairemos na cova que nós mesmos preparamos.

  8. 19 Milton Alfenas 07 fevereiro 2010 às 11:29 am

    A resposta para todas estas questões está no livro ‘Induction Populations’, escrito em 1942 e que previu que por volta do ano 2020, haveria este movimento massivo com fim de controle de tornar dóceis as populações nos países pobres a serem escravizadas, em favor dos países ricos. É impressionante como o autor previu todos os passos da trajetória, incluindo até o fenômeno feminista.

  9. 20 Maria 18 maio 2010 às 11:38 am

    Este blog deveria ter também as “etiquetas” ou “assuntos” para assim irmos diretamente ao assunto. Parabéns pelo blog. Vou utilizá-lo no ensino secundário.

  10. 21 carla lilianne 22 julho 2010 às 12:00 pm

    Esse assunto é realmente polémico. Porém, acho que o homem contribui sim para devastação do meio ambiente. Na verdade, há jogos de interesse como em tudo nesse mundo, e o que é realmente importante se deixa de lado. É fato que a terra está mais quente, e o que está causando isso ainda é incerto. Li um artigo sobre o buraco na camada de ozônio é entendi que tudo não passou de um jogo de enteresses onde o dinheiro era o centro das atenções. Agora a questão ambiental, que deveria ser lavada a sério, virou moda. Isso é palhaçada. Que pena.

  11. 22 lucia 24 agosto 2011 às 3:01 pm

    Preciso de mais dados científicos que comprovem que o aquecimento global é de causa natural, se possível gráficos e também comentários com aval cientificamente aceitos. Obrigada.

  12. 24 lucia 24 agosto 2011 às 3:56 pm

    Você pode me indicar algum, é urgente. Obrigada.

  13. 26 Thiago 24 agosto 2011 às 9:00 pm

    Muito interessante o vídeo (disponível neste blog) que deve ser visto por todos que discutem a questão do aquecimento global. As pessoas que viram o vídeo do Al Gore devem ver esse vídeo também, que é a outra visão. Não que eu esteja defendendo uma coisa ou outra, é só um ponto de vista diferente. Sou geógrafo, estudo a climatologia e posso garantir uma coisa: o alarme da mídia é muito maior do que os estudos cientificos podem comprovar. E como estudioso do clima, seria demais pensar que o homem é o grande causador das mudanças climáticas. Ele pode ter uma parcela de contribuição, não mensurada, que demandaria longos textos para explicar essa questão. Fico triste porque muitos defendem uma causa sem nem estudá-la, mas sim por modismo, e que também em suas atitudes diárias nada fazem para contribuir. E esse contribuir é nadar contra a maré, ir contra o sistema. O que poucos realmente fazem. Como disse, tenho minha opinião, e que as pessoas possam tirar as suas conclusões, mas que vejam os dois lados da moeda, e que tenham uma visão mais critica a respeito de tudo ao seu redor. Abraço a todos e que deus ilumine a consciência da humanidade.

  14. 27 Isa 09 janeiro 2012 às 11:03 pm

    Eu acredito que o filme do Al Gore teve uma maior divulgação. Foi utilizado em encontros ambientalistas, salas de aulas, em casa. E, assim como qualquer mídia, introduziu uma meia verdade que se tornou absoluta. A forma de abordagem é obtida através de golpes baixos de sentimentalismo. Se é ciência? A grande farsa do aquecimento é ciência e mostra muito bem o que está por trás de um filme que parece filantrópico e inofensivo. Sei que na faculdade temos que estudar como se o aquecimento global causado pela humanidade fosse fato indiscutível. E que nós precisamos mudar o uso dos combustíveis fósseis por biogás e etc. Temos que saber a cota da energia eólica e biomassa porque a economia agora está voltada para os créditos de carbono. Isso tudo é verdade? Manipulação essa que tira toda a credibilidade das questões ambientais que devem ser levadas em consideração… e acabam perdendo a credibilidade por isso.

    • 28 alvaro arenhart 11 janeiro 2012 às 11:02 am

      Olá. Sim, logicamente que o ser humano está contribuindo de certa maneira para deixar o planeta menos habitável. Construir casas em encostas, na base ou no topo de morros, como ocorreu com aquela pousada em Angra dos Reis que foi abaixo em 2010, é prova da ignorância das políticas públicas de habitação. Desassoreamento de rios, construção de asfalto em cidades sem tubulações que ajudem a escorrer toda a água de chuva, também são fatores que contribuem para alagamentos, financiamento de automóveis a juro zero e a construção de mais e mais moradias também são fatores humanos. Concordo que precisamos lutar por um planeta mais limpo. Mas, não podemos atribuir ao aquecimento global as causas dos desastres ambientais. São ocorrências naturais e todo ano isso vai se repetir. Se teve mais que há dez anos atrás, é provavelmente por que existem mais casas nos morros, mas asfalto nas ruas com tubulações podres contribuindo para isso. A atividade humana contribui com a emissão de cerca de 6 bilhões de toneladas de CO2 anuais, as florestas, os oceanos com cerca de 200 bilhões. As queimadas na floresta Amazônica com cerca de 300 milhões. Então, senhores, contribuímos com 3% das emissões de CO2, pensem. E tem mais, o aquecimento e o aumento de CO2 na atmosfera sempre foi um fator positivo para a agricultura. O nosso país é um celeiro pelo fato de ter clima propício, quente e chuvoso. E se a temperatura caísse uns 5 a 10 graus, teríamos as mesmas condições de plantar alimentos. Não esqueçamos que o Sol sofre variações de temperaturas, as explosões solares, e isso faz com que o aumento dessas radiações solares afetem o nosso planeta com mais forca, produzindo aumento da temperatura terrestre e, por conseguinte, mas não necessariamente, o aumento de CO2 na atmosfera. O que na verdade ocorre é que os países ricos, o bloco dos desenvolvidos, não querem o aumento da concorrência pelos combustíveis fosseis que poderia ser gerado pela melhoria de vida nos países mais pobres. Essa concorrência e o aumento da demanda iriam causar o aumento automático do preço dos combustíveis fósseis, e isso afetaria a economia dos países mais ricos, principalmente os Estados Unidos, onde o preço da gasolina é de R$ 1,50 o litro e eles acham caro. Portanto, senhores, vamos com calma e temos que ver todos os lados das notícias. Logicamente que temos muitas pessoas inescrupulosas no meio e que bilhões de dólares rolam todo ano para que a farsa do aquecimento global se perpetue…

  15. 29 Lucas 21 fevereiro 2012 às 7:25 am

    Já consideraram a possibilidade de que o Sol está numa fase mais quente e isso que causar esse calor mais intenso que percebemos no dia-a-dia? Um documentário chamado “The Lion Sleeps No More”, de David Icke, mostra a realidade mundial com outros olhos e fala sobre isso e muito mais. Eu cheguei a acreditar no aquecimento global e no farsante Al Gore, mas isso é passado, pois percebo que tudo isso faz parte de um jogo onde o objetivo é gerar preocupação e medo nas pessoas, a fim de manipulá-las.

  16. 30 Lorismario E. Simonassi 14 junho 2012 às 4:26 pm

    Só hoje (14/06/12) tomei conhecimento do blog. Passarei a recomendá-lo. Esta história do aquecimento global não está baseada em fatos que se repetem. A ciência exige replicação. Os dados atuais são favoráveis ao arrefecimento global e não ao aquecimento. Como tem político no meio da ciência e há cientistas corruptos (onde existem pessoas, há possibilidade de corrupção), é necessário verificar o que Al Gore fez para a humanidade. Parece que não fez nada. A questão é comportamental. Ele quer uma “bolsa de valores de CO2” para usar automóveis mais confortáveis. Ou será que ele se desloca de bicicleta? Diante da inversão do relato verbal de dados que se faz, me lembro de uma cena do filme “Jovens Demais Para Morrer”. Billy The Kid, ao entrar com o seu grupo – veja que digo grupo e não comparsas – na cidade de White Oaks, visualiza uma placa onde está escrito “não aceitamos ralé”. A placa é lida também por um adolescente componente do grupo, que pergunta ao Billy: “o que é ralé”? Billy responde com um argumento favorável às suas (de Billy) pretensões que “ralé são os políticos, banqueiros e grandes criadores de gado”. O adolescente silenciou. Não que Billy estivesse errado. Al Gore é o Billy The Kid dos anos 90. Grande blog e grande abraço. Loris

  17. 31 Paulo Esteves 22 setembro 2012 às 10:25 am

    Olá a todos. É evidente ao serviço de quem Al Gore está. É daqueles que querem cobrar a taxa de carbono e reduzir a população a nível mundial. E esses estão absolutamente identificados. A causa, nomeadamente da redução das emissões de CO2 até parecia nobre…, quem a lançou sabia perfeitamente o que fazia… Mas, obviamente, quando se exige a “Taxa”, as pessoas pensam, e as pessoas investigam… Este grande palhaço tinha estudos de quando ninguém estudava a matéria, e logo nada poderia contrapor… Mas quando começaram a surgir estudos que demonstaravam o contrário, o palhaço saiu de cena… Numa sessão de autógrafos nos EUA, os seguranças dele tiveram que retirar centenas de pessoas que o insultavam… E já agora, o alegadado investigador que sustentou o seu estudo…, diz que perdeu o estudo que levou às conclusões que sustentam a actividade deste palhaço! E pagam-lhe bem para isso!

  18. 32 Israel 30 novembro 2012 às 2:08 am

    Eu vi muitas coisas sobre o assunto: videos, matérias, etc… E cheguei a uma conclusão. Se interferimos no clima do planeta terra? Acho que sim. É um acontecimento natural da terra? Não… Não acredito por tudo que vi sobre o assunto, que isso é uma causa natural do clima do planeta, etc… Al Gore não cita a pecuária no seu filme, que é responsavel por 18% das emissões de gases de efeito estufa medidos equivalente de CO2. Na minha opinião, as pessoas não tem que simplismente dizer que é mentira e fechar os olhos para tudo isso, é simplismente sentir. Os dias estão ficando mais quentes sim, que existe interece político nisso não há dúvida, mas que a verdade incoviniente existe entre elas não há dúvidas também. Acredito que depois de algumas décadas vamos sofrer e muito com o aquecimento do planeta… O homem está acabando com tudo aos poucos. Eu fico com Al Gore e a Marianne Thieme, que apresenta um documentario sobre a pecuária que tem uma grande ou a maior participação nas mudanças climáticas que estão castigando o mundo.

  19. 33 emanuel 05 fevereiro 2013 às 8:17 pm

    Arquivos estes criados por empresários ou sócios de empresas que não lucram com controle de poluição das suas indústrias e não lhes convém que entidades reflitam sobre o video e “aceitem” o que é transmitido. Falso Falso Falso

  20. 34 Iury 09 junho 2013 às 12:42 pm

    Primeiro, quero deixar bem claro que não sou religioso e nem uma criança. Então vocês terão que buscar novos argumentos para minimizar minha opinião. Acredito que Al Gore, como todo político é exagerado, mas pior ainda são os indivíduos que não acreditam na interferência do homem nas variações climáticas das ultimas décadas. Mostrar estudos que demonstram a manutenção da temperatura global média mesmo diante do aumento na emissão de CO2 é ridículo. Quem vocês acham que financiam tais estudos? Ambientalistas, ONG’s, o Vaticano talvez? Ou poderiam ser grandes indústrias interessadas em mascarar a situação a fim de evitar novas sanções. Não acredito em grandes conspirações, mas conheço bem até onde o homem vai por ambição e ganância. Por isso, digo: pense duas vezes antes de acreditar em qualquer blog sensacionalista.

  21. 35 Angelo 15 setembro 2013 às 1:15 pm

    Lindo tudo isso, mas cadê as fontes? Por enquanto, continuo acreditando no Al Gore, pois por mais falsas que venhamos a descobrir que sejam, hoje têm bases científicas muito bem fundamentadas. Quanto ao seu artigo (se é que podemos chamar de artigo), não apresenta nenhuma, o que fica parecendo que você tirou tudo da sua cabeça. E se tiver bases (coisa que não achei) deixe-as mais explícitas. O pior de tudo e ver essas pessoas que saem acreditando em tudo que leem só por que é contrário a opinião da maioria.

    • 36 Mario 16 setembro 2013 às 8:04 am

      Já ouviu falar em hiperlinks? Clique em cada um desses trechos de texto em azul e eles te levarão às fontes, ou simplesmente continue a acreditar nos seus dogmas. Esse blog está repleto de referência à “ciência” trash que dá suporte ao seu aquecimento global…

    • 37 Jóta 22 setembro 2013 às 10:43 am

      É muito preocupante que as pessoas preferem acreditar nas mentiras ou falsidades do Al Gore (já plenamente desmascaradas) do que acreditar na realidade que existe fora das CPUs dos supercomputadores programados para executar uma agenda prévia, e seus modelos viciados e CO2-centrados já comprovadamente errados. Isto é o que Al Gore, uma das figuras mais oportunistas, hipócritas e divisivas já surgida na política americana, conseguiu. E, este comentário acima, é apenas amostra: uma legião de robots capazes de seguir seu ritual de alarmismo e manipulação das massas de forma cega, como um soldado ou um crente. Al Gore, aquele que diz que a Amazônia não é do Brasil, mas do mundo, conseguiu dividir torcidas de futebol, seguidores de religiões, membros do mesmo partido político, vizinhos, famílias, colegas de classe, colegas de profissão, etc., etc.. Enfim, com seu filme de ficção e propaganda (alguns ainda chamam aquilo de “documentário”, tsk, tsk), ele rasgou todos os tecidos sociais sob os quais a sociedade atual está assentada. Para que? Para lucrar com a histeria de seus crentes. Nada diferente do que se vê em algumas religiões. E, com isto, ele criou uma nova religião. Uma legião de pequenos alarmistas e crentes dedicados ao culto do fim-do-mundo-é-amanhã-a-não-ser-que-me-sigam, e dirigidos por uma pseudo-ciência. Fico pasmo que alguém ainda defenda tal sujeito ou seu filme de propaganda e ficção. Talvez pelo pressuposto endoneocolonialista de que, sendo um estrangeiro, ele merece “respeito”. Lamentável que isto prolifere exatamente onde a população tem menos cultura e menos conhecimento científico. Procuram viver sob mentiras e meias-verdades do que ler, estudar e comparar o que ele apresentou, com os fatos. E, por esta posição confortável, limitam-se a repetir ad nauseum suas inverdades. Felizmente a Austrália está virando a mesa e demitindo dos os alarmistas do governo. O Canadá já tinha virado. Na Europa o ceticismo cresce rapidamente, assim como no mundo todo. O ártico se recupera, contrariando os alarmistas que diziam que ele iria ficar sem gelo neste ano, A Antártica está com nível recorde de gelo, furacões com o mais baixo número dos últimos anos, assim como tornados. Não houve mais Katrinas ou Catarinas (para tristeza dessa gente oportunista), não há hotspot sob o equador e nem amplificação polar, etc., etc., etc.. Para completar, as temperaturas estão planas nos últimos 16 anos e esfriando nos últimos 8, no mínimo, enquanto o CO2 cresce sem parar. Quem são os “negadores” agora? A farsa do aquecimento global antropogênico catastrófico está com seus dias contados. Qual a próxima?

  22. 39 Jóta 22 setembro 2013 às 12:22 pm

    Mario, você foi até “justo” com Al Gore. As 9 inverdades foram apontadas por um juiz inglês. Mas outro inglês especialista no assunto encontrou 35 inverdades: http://scienceandpublicpolicy.org/monckton/goreerrors.html. Mesmo assim, um rebanho de ovelhas, apartadas do mundo real para segui-lo, ainda o tem em alta conta. Isto é complexo de colônia? Ao rasgar todos os tecidos sociais da sociedade este sujeito desestabilizou todo o mundo. Um perigo para a humanidade quando suas instituições assentadas por séculos, começam a ter metástases. Ainda mais quando embasadas em ciência duvidosa, como só agora estamos constatando, embora ainda censuradas pela grande imprensa brasileira. Estão mantendo o povo na ignorância para poder manipulá-lo. Parabéns por ir contra a maré e mostrar sua cara. Isto é coragem.

  23. 40 felipe 29 abril 2014 às 2:24 pm

    Parabéns pela tradução, amigo. Acreditar que o homem está aquecendo todo o globo me parece uma hipérbole. Um político se envolvendo em questões científicas? Não é sensato, existem vários estudiosos sobre o assunto, com mais propriedade do que Al Gore, vejam: Ricardo Felício, brasileiro e pesquisador há mais de 20 anos no assunto.

  24. 41 felipe 29 abril 2014 às 2:30 pm

    Parabéns Jota, parece-me que as pessoas buscam a verdade e a ciência apenas dentro do espaço virtual e não procuram ciência em livros variados, muitos pesquisadores são comprados pelo mercado e ganham muito dinheiro, outros preferem se dedicar à pura verdade científica, como Einstein, e são reconhecidos apenas na velhice ou quando morrem.

  25. 42 Marcelo 26 junho 2014 às 9:05 pm

    As informações refutam algumas afirmações, mas não todas. É interessante ter os dados e não a opinião dos cientistas. Não se esqueça que as referências de grandes homens e seus feitos no livro de história mais antigo do mundo (Velho Testamento) era contrário aos juízes, cientistas e sacerdotes da época. Contudo, está claro que o filme é para a manipulação política, pena que usou um assunto muito sério.


  1. 1 O escândalo cientificista « Arauto do Futuro Trackback em 03 dezembro 2009 às 10:20 pm
  2. 2 Os números de 2010 « A Grande Farsa do Aquecimento Global Trackback em 02 janeiro 2011 às 8:02 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Acessos ao blog

  • 419,417 acessos

Responsável pelo blog


%d blogueiros gostam disto: